Acessos em tempo real

domingo, 22 de março de 2020

Assuntos de Física Cobrados Nas Provas do Enem.




Em nossa postagem de hoje vamos tratar sobre estatísticas. Mas não vamos explorar os conceitos relacionados a este assunto, mas sim utilizar a estatística para avaliar as questões de física cobradas nas provas anteriores do Enem. Para isso, fizemos um levantamento das questões de física que foram cobradas nas três últimas provas do Enem, ou seja, nas provas de 2019, 2018 e 2017. Vamos apresentar a distribuição das questões segundo subgrupos da física e, em seguida, explorar os resultados fornecidos.

Questões de física cobradas a cada ano

Como informado acima, vamos apresentar adiante a divisão das questões de física nas provas do Enem de 2019, 2018 e 2017. Para isso, classificamos as questões em 6 diferentes subgrupos, que são: Mecânica clássica, ondulatória, energia, gases, eletricidade e ótica.
As questões agrupadas no subgrupo da mecânica clássica são aquelas relacionadas à cinética e cinemática, como os movimentos retilíneos ou circulares. Também estão nesse grupo questões relacionadas à conservação da energia. Já o grupo de ondulatória englobam as questões que tratam de ondas e suas frequências, assim como as interferências.
Já o subgrupo de energia envolve as questões relacionadas às fontes energéticas e também relativas às energias alternativas, tais como a energia fotovoltaica e eólica. As questões pertencentes ao grupo dos gases são aquelas que se relacionam de alguma forma com um elemento gasoso, ou ainda com a lei dos gases e assim por diante. As questões de eletricidade envolvem assuntos relacionados a associação de resistores em série e paralelo, ou ainda cálculos de potência de equipamentos. A ótica, apesar de se misturar com a ondulatória, envolve assuntos pertinentes ao espectro visual, assim como as frequências que enxergamos.


Entendido isso, veja abaixo a distribuição das questões de física na prova do Enem 2017.


Observa-se da figura que os assuntos relacionados à mecânica clássica e eletricidade ocupam 50% do total da prova. Isso já é esperado, uma vez que estes são dois dos assuntos mais abordados durante o ensino médio. Destacam-se também as questões de ondulatória e relacionadas às fontes energéticas. Veja agora as questões pertencentes ao Enem de 2018.




Assim como em 2017, o Enem de 2018 foi dominado pelas questões de mecânica clássica e eletricidade, que possuiu a mesma quantidade de questões que as questões de ondulatória. Observe o a distribuição das questões no ano de 2019.



O Enem de 2019 foi dominado pelas questões de mecânica clássica, que ocuparam quase 50% do exame. No entanto, por se tratar de um assunto muito abrangente, não torna a prova muito repetitiva. Ainda assim, este é um assunto que devemos avaliar com cuidado nos estudos e nas provas seguintes. Nas demais questões, observa-se uma distribuição equitativa de questões, exceto para o subgrupo dos gases, que não possuíram questões no ano anterior. Observe agora a distribuição geral das questões para as três últimas provas.


Em geral, observa-se um domínio das questões de mecânica clássica nas últimas provas do Enem, o que foi fortemente impulsionado pelo ano de 2019. Em relação aos demais grupos, é observado um equilíbrio entre os subgrupos, alternando a quantidade de questões ao longo dos anos, mas de maneira equilibrada.
Com isso, foram fornecidas na postagem de hoje as distribuições das questões de física em relação aos três últimos anos de provas do Enem. Os gráficos apresentados podem ser um bom direcional de estudo, uma vez que agrupam os temas mais recorrentes nas provas do Enem nos últimos anos.


Fonte : InfoEnem.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Lista de exercícios de Física 1°ano - parte 2

Exercicios de física: Movimento;referencial, velocidade


Questão 1
Um trem carregado de combustível, de 120m de comprimento, faz o percurso de Campinas até Marília, com velocidade constante de 50 Km/h. Esse trem gasta 15s para atravessar completamente a ponte sobre o rio Tietê. O comprimento da ponte é:
a) 100m
b) 88,5m
c) 87m
d) 75,5m
e) 70,5m
Questão 2
Uma partícula se desloca 5 km a cada 10 segundos. Determine sua velocidade média em m/s.


Questão 3
(U. F. Juiz de Fora-MG)
O motorista de um caminhão pretende fazer uma viagem de Juiz de Fora a Belo Horizonte, passando por Barbacena (cidade situada a 100 Km de Juiz de Fora e a 180 Km de Belo Horizonte). A velocidade máxima no trecho que vai de Juiz de Fora a Belo Horizonte é de 90 km/h. Determine qual o tempo mínimo de viagem de Juiz de Fora a Belo Horizonte, respeitando-se os limites de velocidade:
a) 4,25h
b) 3,25h
c) 2,25h
d) 3,50h
e) 4,50h

4. Uma pessoa viajando de automóvel, numa estrada reta e horizontal e com velocidade constante em relação ao solo, deixa cair um objeto pela janela do mesmo. Despreze a ação do ar. Podemos afirmar que a trajetória descrita pelo objeto é:   
a) um segmento de reta horizontal, em relação a um observador parado na estrada. 
b) um segmento de reta vertical, em relação a um observador parado na estrada.
c) um arco de parábola, em relação à pessoa que viaja no automóvel.
d) um arco de parábola, em relação a um observador parado na estrada.
e) independente do referencial adotado.
 
 
5. Considere um ponto na superfície da Terra. Podemos afirmar que:
a) o ponto descreve uma trajetória circular.
b) o ponto está em repouso.   
c) o ponto descreve uma trajetória elíptica.
d) o ponto descreve uma trajetória parabólica.
e) a trajetória descrita depende do referencial adotado.
 
 
6. Um homem, em pé sobre a carroceria de um caminhão que se move em uma estrada reta com velocidade constante, lança uma pedra verticalmente para cima. Com relação ao movimento da pedra e desprezando o atrito com o ar, é correto afirmar que:
a) ela cairá no chão, atrás do caminhão, se a velocidade deste for grande.
b) ela cairá nas mãos do homem, qualquer que seja a velocidade do caminhão.
c) em relação à estrada, a pedra tem movimento retilíneo.
d) em relação ao caminhão, o movimento da pedra é curvilíneo.
e) em relação ao homem, a trajetória da pedra é um arco de parábola.
 
 
7. Considere a seguinte situação: um ônibus movendo-se por uma estrada e duas pessoas, uma A, sentada no ônibus, e outra B, parada na estrada, ambas observando uma lâmpada fixa no teto do ônibus. A diz: "A lâmpada não se move em relação a mim". B diz:"A lâmpada está se movimentando, uma vez que ela está se afastando de mim".        
a) A está errada e B está certa.
b) A está certa e B está errada.
c) Ambas estão erradas.
d) Cada uma, dentro do seu ponto de vista, está certa. 
e) n.r.a. 
 
 
8. Um parafuso se desprende do teto de um ônibus que está em movimento, com velocidade constante em relação a Terra. Desprezando a resistência do ar, a trajetória do parafuso, em relação ao ônibus, é:
a) parabólica.
b) retilínea e vertical.
c) um ponto geométrico.
d) retilínea e horizontal.
e) inclinada.   
 
 
9. Um avião, voando em linha reta com velocidade constante em relação ao solo, abandona uma bomba. Desprezando a resistência do ar, a trajetória dessa bomba será em forma de uma:  
a) parábola para um observador que estiver no avião.
b) linha reta vertical para um observador que estiver na Terra.
c) linha reta horizontal para um observador que estiver no avião.
d) linha reta vertical para um observador que estiver no avião.
e) mesma figura para qualquer observador, pois independe do referencial.
 
10. Um móvel percorre a distância de 300 m em 1 min. Calculando sua velocidade escalar média encontramos:
a) 5 m/s. 
b) 6 m/s. 
c) 7 m/s. 
d) 8 m/s. 
e) 9 m/s.

11. (UEM-PR) Um trem se move com velocidade horizontal constante. Dentro dele estão o observador A e um garoto, ambos parados em relação ao trem. Na estação, sobre a plataforma, está o observador B parado em relação a ela. Quando o trem passa pela plataforma, o garoto joga uma bola verticalmente para cima. Desprezando-se a resistência do ar, podemos afirmar que:
(01) o observador A vê a bola se mover verticalmente para cima e cair nas mãos do garoto.
(02) o observador B vê a bola descrever uma parábola e cair nas mãos do garoto.
(04) os dois observadores vêem a bola se mover numa mesma trajetória.
(08) o observador B vê a bola se mover verticalmente para cima e cair atrás do garoto.
(16) o observador A vê a bola descrever uma parábola e cair atrás do garoto.
Dê como resposta a soma dos números associados às proposições corretas.

 
12. (Uece) Como na famosa fábula, uma tartaruga e uma lebre vão disputar uma corrida. A tartaruga é capaz de se deslocar com velocidade constante de 0,1 m/s durante qualquer intervalo de tempo. A lebre, por sua vez, consegue se mover a 1 m/s durante 3 s, mas depois de cada arrancada, é obrigada a descansar, em repouso relativamente ao solo, durante 30 s. Marque a única alternativa falsa.
a) A lebre certamente vence a corrida se o percurso for inferior a 3 m.
b) A tartaruga certamente vence a corrida se o percurso for mais longo que 30 m.
c) A maior vantagem que a lebre é capaz de abrir em relação à tartaruga é de 3 m.
d) Em um percurso de 15 m, a lebre vence e espera 15 s até a chegada da tartaruga.

13. (UEL-PR) Em 1984, o navegador Amyr Klink atravessou o Oceano Atlântico em um barco a remo, percorrendo a distância de, aproximadamente, 7000 km em 100 dias. Nessa tarefa, sua velocidade média foi, em km/h, igual a:
a) 1,4.          b) 2,9.         c) 6,0.         d) 7,0.         e) 70.


Gabarito:

Resposta Questão 1
50 Km/h ÷ 3,6 = 13,8 m/s
Vm = L(trem) + L (ponte) / Δt
13,8 = 120 + L (ponte) / 15
13,8 . 15 = 120 + L (ponte)
207-120 = L (ponte)
L (ponte) = 87m
Resposta Questão 2
5 km = 5000m
Vm = ΔS /Δt
Vm = 5000 / 10
Vm = 500 m/s
Resposta Questão 3
Juiz de Fora a Barbacena = Δt 1 = 100/80 = 1,25h
Barbacena a BH = Δt 2 = 180/90 = 2h
JF a BH = Δt 1 + Δt 2 = 1,25 + 2 = 3,25h
Alternativa B

Fonte : https://tudoeumpoucomais1.blogspot.com/2013/03/execicios-de-fisica-9-ano.html

domingo, 9 de fevereiro de 2020

Material do 3°Ano - Eletrostática - Parte 1








Material do 2°ano - Termologia - Parte 1











Leia e faça os exercícios :      Termologia

Introdução à Física ( Material do 1°Ano) - Parte 1


Resultado de imagem para introdução à fisica

Primeiramente veja este vídeo :  Vídeo sobre Introdução à Física


Por que estudar Física ... A Física é uma ciência básica

Estamos dando início ao estudo específico da Física. Em séries anteriores, ou mesmo em seu dia-a-dia, você já deve ter tido contato com diversos fenômenos estudados por essa ciência. Provavelmente eles apareceram entremeados com outros estudos, sem que se pudessem perceber certas características próprias desses fenômenos. Agora que você irá se dedicar ao estudo da Física, talvez seja interessante responder a indagações que costumam surgir quando estamos iniciando um estudo qualquer:
Por que preciso adquirir esses conhecimentos?
Para que eles irão me servir?
Podemos lhe adiantar que não temos uma maneira imediata de respondê-las. Uma resposta satisfatória deverá ser construída por você à medida que seu conhecimento nessa área for se ampliando. Desde já, porém, advertimos que a Física está presente em todos os ramos do conhecimento.
A Física está presente em quase todos os momentos de nossa vida
A palavra física tem sua origem no termo grego physiké, que significa "natureza". Quando nos referimos a esse termo, entretanto, estamos subentendendo nele a palavra "episteme", também de origem grega, que pode ser traduzida por conhecimento, ou seja, ciência. Então, Física é a ciência que estuda a natureza.
Os ramos da Física
Com o desenvolvimento científico intensificado sobretudo a partir do século XVII, a Física foi se destacando de outras ciências e seu campo de abrangência foi se ampliando.Por esse motivo os pesquisadores da área julgaram conveniente agrupar em ramos, com denominações diferentes, o estudo dos fatos que apresentassem propriedades semelhantes e que pudessem ser relacionados e descritos por leis comuns. Surgiram, então, os seguintes ramos da Física:
1. Mecânica: ocupa-se do estudo de fenômenos relacionados ao equilíbrio e ao movimento de objetos e suas causas.
2. Calor: neste ramo são estudados os fenômenos térmicos.
3. Movimento Ondulatório: este ramo aborda fenômenos associados a ondas mecânicas, ou seja, ondas existentes em um meio material. Fenômenos sonoros também são estudados nesta parte da Física.
4. Ótica: trata de todos os fenômenos relacionados com a luz.
5. Eletromagnetismo: dentro deste ramo, estuda-se tanto os fenômenos elétricos quanto os magnéticos.
6. Física Moderna: é a parte da Física desenvolvida no século XX, quando foram elaborados e desenvolvidos, sobretudo, os conceitos e as bases da teoria da relatividade e da Física Quântica.

Referências Bibliográficas
LUZ, Antônio Máximo Ribeiro da; ALVARENGA, Beatriz. Física Volume Único. 2ª ed. São Paulo: Editora Scipione, 2007.


Revisão de Física 9°Ano

Veja este vídeo : Revisão do 9°Ano

Conceitos Fundamentais da Física


Geralmente quando vamos fazer o estudo inicial de alguma disciplina, primeiramente 
procuramos saber do que ela
 trata, ou seja, qual a finalidade daquela matéria para nossas vidas, etc. Dessa forma, 
você pode estar se perguntando “Mas, afinal, o que é Física?”. Bem, uma forma cômoda de
responder essa pergunta seria afirmamos: “Caro aluno, tudo o que você estudou até agora faz
parte da Física”. A fim de completarmos essa afirmação, vamos a outra  simples resposta:

“A Física estuda a natureza do Universo.”

A primeira parte da Física Clássica é denominada Mecânica. Esta é a parte da 
Física que estuda o movimento
 dos corpos, ou seja, é esta parte que procura responder questões como: o que é
 movimento? Como fazer para alterar o movimento de um corpo?, etc. Os objetos de estudo 
da Mecânica são divididos em cinemática, 
dinâmica e estática. Nosso objeto de estudo a princípio é a cinemática, que é a parte da 
Física que estuda o movimento de um corpo sem se preocupar com a causa desse movimento.

Movimento e Repouso
O que significa dizer que “um corpo está em movimento”? Em nossas experiências 
diárias não vemos dificuldades
 para responder essa pergunta. Se virmos, por exemplo, um poste na rua, diremos que ele
está em repouso. Mas
 se virmos uma pessoa andando na rua, diremos que ela está em movimento. Segundo a
Física, os conceitos de movimento e repouso são relativos, pois, para tal definição, 
devemos levar em consideração um referencial
Nesse caso, a definição correta de movimento e repouso é:
Um corpo estará em movimento sempre que mudar de posição, no decorrer do tempo, em
relação a um referencial adotado; e em repouso, sempre que sua posição se mantiver a 
mesma (constante) no decorrer do tempo em relação ao referencial que foi adotado.
Referencial
Com a finalidade de tornar mais precisa a análise dos movimentos, podemos usar como 
referencial um sistema de coordenadas cartesianas, que provavelmente você viu nas aulas
de Matemática. Adotando o sistema cartesiano, definimos referencial como sendo aquilo 
que serve de guia ou base.

Ponto material
Vamos considerar um trem de 200 m de comprimento e uma pessoa, ambos atravessando
a mesma ponte de 800 m. O tamanho do pedestre é muito pequeno, comparado ao 
comprimento da ponte, portanto, analisando o movimento do pedestre, podemos desprezar 
seu tamanho, ou seja, suas dimensões, e considerá-lo como um ponto material. 
Portanto, definimos ponto material como sendo todo corpo cujas dimensões podem ser 
desprezadas em relação às distâncias que envolvem este corpo.

Móvel
Em Física dizemos móvel para qualquer corpo que muda de posição no decorrer do tempo, 
em relação a um determinado referencial adotado.

Trajetória
Trajetória nada mais é do que a linha formada por todos os pontos ocupados sucessivamente
 por um móvel
Exemplo: o rastro deixado no céu por um avião representa um caminho, ou seja, 
representa uma trajetória sendo descrita pelo avião.

Espaço
Espaço é definido com sendo a medida do comprimento da trajetória do corpo em movimento
 (móvel).

Deslocamento escalar
Deslocamento escalar é a medida da variação do espaço percorrido pelo móvel em um 
determinado intervalo de  tempo.